LGG®, o probiótico completo

O Lactobacillus rhamnosus GG (ATCC 53103) é a cepa probiótica mais estudada no mundo desde a sua identificação, em 1985, pelos cientistas Sherwood Gorbach e Barry Goldin. Tais pesquisadores, na época, buscavam bactérias intestinais de características probióticas clássicas, como: capacidade de sobreviver ao ácido estomacal e à bile; capacidade de adesão às células epiteliais intestinais humanas; produção de substância antimicrobiana capaz de apoiar a saúde digestiva; promoção de fermentação efetiva; e segurança comprovada para uso clínico em humanos.

Se considerarmos todas as características que um probiótico ideal deve ter, o LGG® consegue se encaixar em todas.78 Resiste bem ao ácido gástrico e à bile, adere eficazmente às células intestinais humanas, além de produzir substância com poder bactericida. O LGG® interfere na colonização de cepas potencialmente nocivas, adere às proteínas do muco muito melhor do que outras cepas tanto em adultos como em crianças, o que garante uma colonização mais duradoura desse microrganismo.

Adaptado de: Guamer F, et al, J Clin Gastroenterol, 2012;46(6):468-81.79

Mais de 1.000 estudos foram conduzidos com essa cepa, incluindo mais de 200 estudos clínicos em humanos, permitindo sua indicação em diversas situações clínicas.56-61