Todo Dia

Como os probióticos podem ajudar após a prática de exercícios físicos?

Suplementação pode contribuir com a performance de atletas

Pedalar de bicicleta, nadar em uma piscina, jogar bola com os amigos ou mesmo caminhar no parque são atividades físicas comuns no dia a dia de muitas pessoas. Porém, após esse esforço, é importante entender do que o corpo precisa para poder se recuperar. Afinal de contas, muitos atletas estão sujeitos a infecções do trato respiratório, alergias e desconfortos gastrointestinais depois do treino e, nessas horas, todo cuidado é pouco.

De acordo com a alergista, imunologista e médica assistente da Unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo, Ana Paula Castro, uma boa hidratação antes e após os exercícios físicos, além de uma alimentação equilibrada, podem ajudar a repor as energias e os eletrólitos que o corpo precisa.

Porém, um fator que também pode ser indicado para esses casos é a suplementação de probióticos, que são bactérias, vírus e outro micro-organismos benéficos para a microbiota intestinal. Um estudo publicado pelo periódico International Journal of Environmental Research and Public Health, nos EUA, apontou que a suplementação de probióticos é recomendada para atletas que querem manter ou melhorar o seu estado de saúde e superar eventuais doenças.

Probióticos como aliados

Segundo Ana Paula, manter uma dieta que seja rica em alimentos probióticos pode contribuir com o balanço da microbiota intestinal, o que por sua vez, ajuda o organismo a ter um melhor aproveitamento de nutrientes. E no cenário de um atleta, isso também pode funcionar.

Dentre esses benefícios, o estudo americano sugere que, dependendo da cepa probiótica suplementada, é possível obter um aumento da imunidade na mucosa intestinal, uma melhora da permeabilidade do órgão, uma regulação na população de micro-organismos colonizados e uma produção de ácidos graxos de cadeia curta pelo corpo.

Novos hábitos

Praticar uma atividade física regular, em um ritmo moderado, faz bem para o sistema imunológico. “Quem realiza exercícios com certa frequência ajuda o corpo a produzir propriedades anti-inflamatórias, que por sua vez, são capazes de prevenir o risco de doenças crônicas. Isso porque a atividade física libera mediadores que contribuem para a diminuição do processo inflamatório”, afirma a imunologista Ana Paula.

A seguir, ela lista cuidados para se realizar a prática de exercícios físicos que estão ligados à uma boa saúde e que contribuem com o sistema imunológico:

1 – Escolha o treinamento ou esporte que lhe dá prazer, pois é isso que fará você praticá-lo por mais tempo.

2 – Verifique se a sua saúde te permite praticar este exercício físico. Consulte um médico, reveja seus exames e se oriente a respeito sobre o que é preciso para cada esporte ou treino.

3 – Tenha sempre à disposição o material adequado para a sua atividade física. Verifique seus equipamentos e utensílios de proteção para que não se machuque.

4 – Alimente-se bem, de forma balanceada. Isto faz com que você tenha uma boa performance. Uma dieta equilibrada envolve proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e oligoelementos.

5 – Mantenha a sua saúde intestinal o mais controlada possível. E nesse cenário, a ingestão de probióticos pode equilibrar o seu intestino e ajudar, de maneira indireta, sua performance.

 

Referências bibliográficas:

Bhagavathi S. et al. Effect of Probiotics Supplementations on Health Status of Athletes. International Journal of Environmental Research and Public Health, 2019.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6888046/