Os primeiros 1.000 dias de vida têm papel importante na infância e na fase adulta

Os primeiros 1.000 dias de vida podem definir a infância da criança e traçar que adulto uma pessoa será, do ponto de vista da saúde. Essa fase soma os 270 dias de gestação com 730 dias dos dois anos de idade.  Esse espaço representa uma janela crítica de crescimento e desenvolvimento na primeira infância.

“Esse período antes e após o nascimento é definido pela rápida maturação das vias metabólicas, endócrinas, neurais e imunológicas, que influenciam fortemente o crescimento e desenvolvimento infantil”, explica a médica Nanci Utida, gerente médica da Cellera Farma.

Estudos recentes mostram que os microrganismos que residem em nosso corpo para formar a nossa microbiota se estabilizam durante esses primeiros 1.000 dias. Uma microbiota saudável é crítica para a maturação dessas vias metabólicas, imunológicas e endócrina.

Microbiota intestinal, que no passado era chamada de flora intestinal, é o conjunto de microrganismos formado, em sua maioria, por bactérias que habitam no trato gastrointestinal. Sua função é ajudar na prevenção da multiplicação das bactérias patogênicas que, consequentemente, podem prejudicar a saúde.

“A colonização inicial apropriada de bactérias do trato gastrointestinal e boa nutrição desde o momento da concepção até o segundo ano de vida (os primeiros 1.000 dias) podem afetar profundamente a saúde desde a primeira infância até idade adulta”, diz Nanci Utida.

O tipo de parto também influencia na microbiota, uma vez que no parto normal há transferência da microbiota da mãe para o bebê, completa Cristina Targa Ferreira, chefe do serviço de gastropediatria do Hospital da Criança Santo Antônio e professora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. “A nutrição com leite materno tem importante impacto na saúde e desenvolvimento do bebê, por ter componentes essenciais, como probióticos”, exemplifica a médica.

No entanto, é possível também interferir na microbiota ao longo da vida, com suplementações de probióticos. Recentemente, chegou ao Brasil o Culturelle®, Lactobacillus rhamnosus GG (LGG®), cepa probiótica mais estudada desde 1985.

Referências:

  1. Robertson RC, Manges AR, Finlay BB, Prendergast AJ. The Human Microbiome and Child Growth – First 1000 Days and Beyond. Trends Microbiol. 2019;27(2):131-147. doi:10.1016/j.tim.2018.09.008
    https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30529020/
  2. Harvard Medical School – “Microbiome – the first 1000 days” – disponível em https://www.health.harvard.edu/blog/microbiome-the-first-1000-days-2019051516627
  3. Milani C, Duranti S, Bottacini F, et al. The First Microbial Colonizers of the Human Gut: Composition, Activities, and Health Implications of the Infant Gut Microbiota. Microbiol Mol Biol Rev. 2017;81(4):e00036-17. Published 2017 Nov 8.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja nossa Política.

OK