Todo Dia

Como se cuidar contra a Covid-19 na pior fase da pandemia?

A pandemia de Covid-19 está passando por um momento crítico em todo o Brasil. E até que a situação melhore, é preciso que cada um faça a sua parte, se protegendo para evitar que o vírus se prolifere ainda mais. 

Tendo isso em mente, algumas atitudes no dia a dia podem colaborar para diminuir o contágio. A começar pelo uso correto de máscaras faciais cirúrgicas em qualquer ambiente externo, que protegem o sistema respiratório. Também é preciso respeitar o distanciamento social de 2 metros, lavar as mãos antes e após fazer as refeições, assim como ao desembalar as compras do mercado, principalmente ao ter contato com o ambiente externo por causa da incidência de contágio por aerossóis. Afinal, a saúde integral e a qualidade de vida, estão intimamente ligadas à saúde do corpo.

Mas além das regras de convivência, é possível cuidar do seu próprio corpo para estar preparado na luta contra o novo coronavírus. Uma das ações que todos podemos tomar é cuidar da saúde digestiva, através do equilíbrio da microbiota intestinal. A microbiota, também chamada de flora intestinal, é o conjunto de microrganismos existentes dentro do nosso intestino. 

A microbiota equilibrada pode ajudar a combater infecções danosas ao organismo por meio do auxílio do fortalecimento do sistema imunológico. 

Para manter microbiota em equilíbrio, hábitos saudáveis devem ser adquiridos em sua rotina: seguir uma dieta saudável, dormir oito horas por dia, praticar exercícios físicos, consultar periodicamente um profissional de saúde e moderar o consumo de bebidas alcoólicas.

Outra forma de ajudar na saúde da microbiota intestinal é optar pelo uso de probióticos que sejam estudados em ensaios clínicos em humanos e que são comprovadamente seguros para a saúde.

Probióticos são microrganismos vivos que, quando ingeridos em quantidades adequadas, trazem benefícios à saúde. Foi observado com auxílio de pesquisas clínicas que alguns probióticos têm a capacidade de contribuir com o fortalecimento da barreira intestinal e assim proteger a saúde do organismo como um todo.  

Há uma interação entre a microbiota intestinal e as células de defesa do organismo e é cientificamente comprovado que a microbiota equilibrada com o auxílio de probióticos específicos pode levar até a uma melhor resposta à vacina de influenza. 

A prevenção é sempre a melhor estratégia. 

Referências bibliográficas:

Aravind S. et al. Role of probiotics to combat viral infections with emphasis on COVID-19. Appl Microbiol Biotechnol., 2020.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7434852/

Ahmad U. et al. SARS-CoV-2 microbiome dysbiosis linked disorders and possible probiotics role. Biomedicine & Pharmacotherapy, 2020.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0753332220311392?dgcid=rss_sd_all

Zhang CX, Wang HY, Chen TX. Interactions between Intestinal Microflora/Probiotics and the Immune System. Biomed Res Int. 2019 Nov 20;2019:6764919. doi: 10.1155/2019/6764919. PMID: 31828119; PMCID: PMC6886316.

Davidson LE, Fiorino AM, Snydman DR, Hibberd PL. Lactobacillus GG as an immune adjuvant for live-attenuated influenza vaccine in healthy adults: a randomized double-blind placebo-controlled trial. Eur J Clin Nutr. 2011 Apr;65(4):501-7.

Olaimat AN, Aolymat I, Al-Holy M, Ayyash M, Abu Ghoush M, Al-Nabulsi AA, Osaili T, Apostolopoulos V, Liu SQ, Shah NP. The potential application of probiotics and prebiotics for the prevention and treatment of COVID-19. NPJ Sci Food. 2020 Oct 5;4:17.