Buscar
Cultive Seu Melhor

Diarreia infantil é mais comum que a diarreia em adultos?

Diarreia infantil é mais comum que a diarreia em adultos?

A diarreia tem como características fezes amolecidas ou líquidas e evacuação frequente, sendo mais comum em crianças de até cinco anos, com destaque para o primeiro ano de vida. Cada criança menor de cinco anos apresenta uma média de três episódios anuais de diarreia aguda. Continue a leitura e saiba quando a diarreia infantil deve ser uma preocupação, o que fazer durante os episódios, as possíveis causas e por que o uso de probióticos pode ser um bom aliado em alguns casos.

Quando a diarreia infantil é preocupante?

A diarreia aumenta o número de vezes em que uma criança evacua, em geral, para mais de três vezes em 24 horas. Com esse aumento, a perda excessiva de líquidos e minerais importantes, principalmente sódio e potássio, também pode ocorrer. Para evitar agravamentos, é preciso ficar de olho nos seguintes sintomas como sinais de alerta:

  • Indícios de desidratação – sede extrema, boca ou língua seca, aparência apática, choro sem lágrimas, pressão muito abaixo do normal, moleira funda (em crianças pequenas) diminuição da quantidade de urina ou urina muito concentrado;
  • Perda de apetite e/ou peso;
  • Náusea ou vômito;
  • Febre alta;
  • Dores ou sensibilidade abdominal;
  • Sangue nas fezes;
  • Pequenos pontos avermelhados na pele.

A diarreia infantil deve virar uma preocupação quando os sintomas apresentados são suficientes para considerar o quadro duradouro ou grave: seis a oito episódios de evacuação por dia ou diarreia com mais de dois dias de duração. Nesses casos, a ida ao médico é bastante recomendada. Isso porque a desidratação em crianças, se não cuidada, pode causar danos cerebrais e, em casos extremos em crianças desnutridas, até morte.

Dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF e Organização Mundial da Saúde – OMS apontam a diarreia aguda como a segunda maior causa de morte no mundo em crianças de até cinco anos, ficando atrás da pneumonia, somente. Bebês e crianças desidratam mais rápido, principalmente as lactantes.

Além das faixas etárias mencionadas, é preciso atenção redobrada para os seguintes casos e grupos vulneráveis:

  • Prematuridade;
  • Uso prolongado de antimicrobianos e quimioterápicos;
  • Crianças hospitalizadas;
  • Imunodeficiência;
  • Populações localizadas em áreas com saneamento básico precário ou moradias em condição insalubre.

O que fazer para tratar a diarreia infantil?

Diarreia aguda – esses tipos de quadro costumam durar de cinco a 14 dias. Quando causada por vírus, a diarreia aguda tem um ciclo de começo, meio e fim próprio. Ela pode ser tratada com hidratação e nutrição adequadas, a depender da gravidade dos sintomas associados. No caso da diarreia aguda causada por parasitas, o tratamento deve ser feito com medicação específica. Essas orientações são aplicáveis a crianças e adultos.

Diarreia crônica – tende a ter duração maior ou é intercalada com momentos em que os sintomas não se manifestam. Pode ser causada por inflamações ou má absorção de nutrientes e pede investigação profunda, suporte médico e recomendações personalizadas, pois envolve fatores individuais.

Causas da diarreia infantil são as mesmas da diarreia em adultos?

A diarreia infantil possui algumas causas semelhantes à diarreia em adultos. São elas:

  • Intoxicação alimentar;
  • Infecções causadas por bactérias – estafilococus, por exemplo;
  • Infecções causadas por parasitas – amebíase e giardíase, por exemplo;
  • Infecções causadas por vírus, bactérias ou parasitas por meio da água ou alimentos contaminados;
  • Uso de antibióticos;
  • Alergias alimentares;
  • Intolerância à lactose ou ao glúten;
  • Consumo exagerado de certos alimentos – ultraprocessados ou com efeito laxativo, por exemplo;
  • Doença celíaca;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Hospitalização prolongada, associada ou não ao uso de antibióticos.

Em adultos, também podem causar diarreia o abuso de laxantes ou drogas, a ingestão de vitamina C em alta quantidade, medicamentos específicos para coração ou câncer e a intolerância ao sorbitol, adoçante proveniente da glicose.

Como o probiótico ajuda no tratamento da diarreia infantil?

Segundo a OMS, as bactérias que compõem os probióticos podem ser considerados “bactérias do bem” ou “micro-organismos vivos que conferem benefícios à saúde. Quando administrados de forma adequada, os probióticos fazem bem para a microbiota ou flora intestinal e, por isso, podem ser aliados no tratamento da diarreia.

Os probióticos mais indicados por especialistas de órgãos como a World Gastroenterology Organization são os que possuem as bactérias do gênero Lactobacillus (L. casei, L. rhamnosus, L. acidophilus, L. reuteri, L. plantarum) e Bifidobacterium (B. bifidum, B. infantis, B. animalis, B. brevis, B. longum, B. adolescentis12). Em menor grau, são também eficientes as bactérias eas leveduras fermentadoras: Enterococcus faecium, Streptococcus thermophilus e Saccharomyces boulardii.

Probióticos e equilíbrio da microbiota intestinal – as bactérias presentes nos probióticos são capazes de regular o crescimento de outras bactérias problemáticas, formando uma espécie de “barreira” no trato gastrointestinal. Os micro-organismos “do bem” produzem substâncias equilibradoras do pH da microbiota intestinal, impedindo a proliferação do que não deveria estar ali.

A diarreia nada mais é que uma reação de defesa do corpo. Então, se a infecção que o corpo está tentando combater é decorrente de bactérias, o uso de probióticos ajuda a povoar o trato gastrointestinal com os micro-organismos certos, para que estes possam combater os invasores.

Probióticos e a diarreia por uso de antibióticos – segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, cerca de 30% das crianças tratadas com antibiótico apresentarão diarreia em algum momento do tratamento ou até oito semanas após seu término. Sabendo disso, a utilização de probióticos representa uma estratégia eficiente de alívio desse efeito colateral e inclusive de prevenção da diarreia, em casos possíveis de se antecipar.

Referências


Clique aqui e pegue seu
cupom de desconto

Produtos relacionados

Posts relacionados

Política de Cookies

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja nossa Política.

Prosseguir Negar